quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Malária - a dificuldade de se falar sobre o assunto no Brasil.

(Foto: Hugh Sturrock / Wellcome Images). Vejam o link e os comentários sobre o "Mapa da Malária" feito por pesquisadores da Oxford University. É preciso democratizarmos a informação e o conhecimento.

http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2011/12/mapa-mostra-presenca-de-forma-resistente-de-malaria-no-brasil.html


http://www.map.ox.ac.uk/

http://www.map.ox.ac.uk/browse-resources/

4 comentários:

Tereza disse...

Parabéns pelo seu trabalho de divulgação!

Isabela disse...

Caro Dr. Wanir Barroso,
Encontrei seu blog ao buscar informações sobre o tratamento da malária. Meu marido está retornando de Dakar, no Senegal, onde esteve por quinze dias para apresentar uma palestra na embaixada brasileira; chegará quarta-feira à noite ao Rio de Janeiro. Ele enviou-me um e-mail relatando estar com febre, calafrios e suor excessivo no período noturno; desconfia que contraiu malária. Os sintomas surgiram na segunda-feira. Ele possui plano de saúde, mas creio que hospitais particulares não estão preparados para o diagnóstico e o tratamento da malária. Você poderia ajudar-me? Para onde devo levá-lo? O Hospital Universitário do Fundão recebe pessoas com suspeita de malária em situação de emergência? Não consegui essa informação; apenas descobri que existe no hospital o CIVES, mas que só atende com agendamento e, pelo que li, o diagnóstico da malária deve ser feito com urgência.
Ficarei imensamente grata se você puder responder.
Cordialmente,
Isabela.

Wanir Barroso disse...

Olá Isabela, se ele já está com sintomas é importante que ele busque por socorro médico lá em Dakar. A malária agrava muito rapidamente principalmente em pessoas que estão contraindo a doença pela primeira vez. Como ele já está com sintomas ele já saiu do período de incubação. Ele pode continuar o tratamento por aqui quando chegar. Peça para ele buscar auxílio junto à embaixada do Brasil. A malária que ele contraiu certamente é a por P. falciparum. Estou te enviando em anexo o folder Conheça a malária que tem em sua última página os tels de onde buscar por socorro médico no RJ. Fique com o meu celular também. Se precisar de ajuda é só ligar. Continue me informando. Att Wanir Barroso

Hugo disse...

Bravo Dr. Wanir Barroso.
Moro no Rio e contraí a malária do tipo falsiparium no Senegal há quatro dias, mas fui medicado rapidamente porque eu e Isabela procuramos o Centro de controle de Malária em Del Castilho por indicação sua. Como leigo, fico impressionado com a quantidade de gente morrendo dessa doença perfeitamente curável.
Agradeço muito pelo profissionalismo e parabenizo pelo belo trabalho.
Feliz 2012!